janeiro 12, 2006

uma carta que todos devíamos ler, receber e escrever em determinados períodos das nossas vidas. por luís filipe borges.

3 comentários:

Papa Bolachas disse...

Obrigada pelo teu comentário, acho mesmo que tenho que me benzer :). Quanto à carta, está excelente! Muito bom mesmo, sabe sempre bem ler coisas destas, bem escritas e que, de alguma forma, nos fazem ver o lado bom da vida!

SUSHISTICK disse...

Bullshit! É duma pieguice serôdia e disfuncional (as if...), (bac)oca do sentido real da escrita, num mero jeito atafulhante de palavras! Para além da renúncia ao “eu”, make sure to write down to someone else.....

Margarida disse...

de nada papa bolachas :)
em relação à carta do LFB concordo contigo. são estes pequenos gestos que marcam diferença.
beijinhos linda


sushistick: cada um sente o tudo e o nada de modo diferente. caso contrário... para quê falar? para quê escrever? eu acredito no poder da palavra. seja ela lamechas ou não, desde que tenha dentro dela sentimento.